Como ajudar crianças a progredirem nas suas aprendizagens





Neste início de ano lectivo, Nicole Agrela, terapeuta da fala e Directora do projecto SpeechCare Schools, lançou a Consulta de Leitura e Escrita, na clínica de Lisboa.


Durante esta semana, que coincide com a Semana da Dislexia, publicaremos, no nosso website, um conjunto de artigos que explicam de que forma esta consulta de leitura e escrita pode ser fundamental para que as crianças que se deparam com dificuldades de aprendizagem possam, o mais rápida e sustentadamente possível, ultrapassá-las e acompanhar os restantes colegas, num percurso escolar bem-sucedido e feliz.


Serão publicados três artigos que analisam estas dificuldades e que providenciam estratégias que ajudarão a complementar o trabalho do Terapeuta da Fala. O primeiro destes artigos incide na identificação de dificuldades de aprendizagem em crianças do pré-escolar; o segundo aborda o papel do Terapeuta da Fala e incide na intervenção com crianças até aos 5 anos de idade; o terceiro foca-se na progressão contínua das aprendizagens, centrando-se nas crianças de idade igual e superior aos 6 anos.


Hoje, publicamos o artigo “Como ajudar as crianças a progredirem nas suas aprendizagens”, que aponta estratégias concretas para crianças a partir dos 6 de idade. Os artigos foram elaborados tanto para famílias como para a comunidade educativa e escritos pela terapeuta da fala, Nicole Agrela.


No dia 10 de Outubro, domingo, terminamos esta série com um artigo a celebrar o Dia Mundial da Dislexia, diferenciando-a das Perturbações do Desenvolvimento da Linguagem (PDL).



Como ajudar crianças a progredirem nas suas aprendizagens


  • Pode catalogar brinquedos da criança ou outros objetos das diferentes partes da casa com a palavra escrita (correspondência nome-objeto/brinquedo);


  • Numa fase inicial de aprendizagem de leitura, a mesma pode ser partilhada entre pais e filhos, ou seja, o pai/mãe lê uma frase e a criança lê outra;


  • Pedir à criança para ser ela a ler a lista de compras e a identificar onde se localizam os produtos no supermercado;


  • Promover a correção dos erros de escrita através da segmentação silábica e fonémica ao invés da clássica escrita do erro várias vezes (ex.: <banana> - ba/na/na (silábica) – b/a/n/a/n/a) (fonémica);


  • Jogue ao jogo do “STOP” com categorias apropriadas à idade da criança;


  • Incentivar a criança a pequenas tarefas de escrita integradas nas rotinas do dia a dia: escrever bilhetes/recados para a família, escrever no diário, elaborar lista de compras, fazer jogos de sopa de letras e/ou palavras cruzadas;


  • Incentivar a escrita através da banda desenhada;


  • Tente promover atividades de escrita utilizando o computador, isto ajudará a criança/jovem a soletrar as palavras;


  • Aproveite a hora da preparação da refeição para pedir à criança que leia a receita do almoço/jantar.


Nicole Agrela,


Terapeuta da Fala, Coordenadora do SpeechCare Schools e da Consulta de Leitura e Escrita, Doutorada em Ciências da Cognição e da Linguagem pela Universidade Católica Portuguesa


50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo