6 de Março - Dia Europeu da Terapia da Fala



Hoje comemora-se o Dia Europeu da Terapia da Fala, este ano é direcionado para a sensibilização das dificuldades ao nível da linguagem escrita (leitura e escrita). Milhares de crianças portuguesas revelam dificuldades nestas áreas, comprometendo muitas vezes o sucesso escolar.


A aquisição da linguagem escrita não é um processo natural e espontâneo como o de aprender a falar, é uma aprendizagem que envolve competências linguísticas, cognitivas, psicomotoras, entre outras.


Um dos pré-requisitos cruciais para a aquisição da linguagem escrita é a consciência fonológica, ou seja, a capacidade de a criança identificar e dizer rimas, ser capaz de dividir frases em palavras e estas em sílabas, manipular sílabas e identificar os sons nas palavras.


Seguem-se algumas sugestões para estimulação destas competências, enquanto se diverte com o seu filho:



  • Jogos com rimas (p. ex. descobrir qual a palavra que rima com caracol: cão, sol, coelho)

  • Dividir as frases em palavras (p. ex. “A Ana come um gelado”, descobrir quantas palavras tem a frase)

  • Dividir as palavras em sílabas (p. ex. descobrir quantos “bocadinhos” tem a palavra /pato/ e /girafa/; pode bater palmas enquanto dividem a palavra)

  • Dizer o nome de cada sílaba (p. ex. dizer quais as sílabas de /pa-to/ e /gi-ra-fa/

  • Descobrir quais as palavras curtas e as compridas (p. ex. descobrir qual a palavra mais curta, se é /pato/ ou /girafa/)

  • Manipular as sílabas de uma palavra (p. ex. descobrir como fica a palavra se trocarmos as sílabas de /lama/; o que acontece com a palavra /panela/ quanto tiramos a sílaba /pa/; o que acontece quando acrescentamos o /a/ antes de /braço/; o que acontece se na palavra /mala/ trocarmos a sílaba /ma/ por /pa/)

  • Identificar a sílaba inicial das palavras (p. ex. descobrir qual a palavra que tem a sílaba /pa/ igual à de /palhaço/: morango, panela, boneca)

  • Dizer palavras pela sílaba inicial (p. ex. dizer palavras começadas pela sílaba /pa/)

  • Identificar o som inicial das palavras (p. ex. descobrir quais são as palavras que têm o som /v/ igual a /viola/: vaca, faca, vidro)

  • Dizer palavras começadas por determinados sons (p. ex. dizer palavras começadas pelo som /b/).


Segundo a Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala, é importante "sensibilizar a comunidade para a necessidade da valorização dos défices de linguagem apresentadas por algumas crianças e, consequentemente, para o sofrimento que pode acarretar a aprendizagem da leitura e da escrita para estas mesmas crianças."


O mote é a prevenção, ficar atento aos sinais de alarme que podem surgir antes do processo de aquisição de leitura e escrita.


Contudo, após este processo, se sentir que existem dificuldades, não hesite em contactar um Terapeuta da fala.


#lereescrevernaotemdefazersofrer

0 visualização

© 2017 Speechcare